Equipe de pesquisadores da Harvard vai a Monte Santo estudar caso raro de anomalia genética

0

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.OlOWR-v6fa“Eu não vejo nada de cabeça para baixo, o mundo que está de cabeça para baixo”, explica Claudio Vieira, homem que ao nascer, em 1º de abril de 1976 no município de Monte Santo, na região do Sisal, recebeu o diagnóstico de que teria apenas 24 horas de vida. Hoje, com 39 anos, Claudio irá receber uma visita de pesquisadores da Universidade de Harvard, dos Estados Unidos, que farão um estudo sobre o caso, diagnosticado em 2013 como Artrogripose Múltipla Congênita (AMC) por uma equipe médica de Londres, na Inglaterra. O grupo de pesquisadores de Harvard chegou a Monte Santo na tarde de segunda-feira (6) e vão começar os testes com Vieira a partir desta terça-feira (7) até quinta (9). O principal objetivo das pesquisas é entender como Claudio consegue enxergar o mundo de cabeça para cima quando sua cabeça é posicionada para baixo. “Eles querem fazer uma avaliação de como eu enxergo. Devido à posição em que fica a minha cabeça, muita gente acha que eu vejo tudo de cabeça para baixo, mas eu não vejo”, conta.

Claudio também afirmou não se importar com a possibilidade de ser feito de cobaia pela equipe de pesquisadores, pois as pesquisas podem trazer resultados benéficos e ajudar pessoas que passem por uma situação parecida. “O meu caso é um grande mistério. Isso tudo pode desvendar o mistério da minha vida”, espera. O caso de Claudio já alcançou proporções mundiais: ele já deu entrevistas para jornais, rádios e equipes de televisão internacionais como a CBN, Discovery Chanel, The New York Times, além de matérias para um programa televisivo japonês e palestras motivacionais no Brasil e nos Estados Unidos.

380x380x323989-600x600-1.jpeg.pagespeed.ic.tTYFEmAXzSClaudio em 2000, quando conheceu o Papa João Paulo II, no Vaticano / Foto: Arquivo pessoal

Há 15 dias, Claudio recebeu uma proposta que traz uma nova esperança. Uma equipe filantrópica de pesquisadores da Filadélfia, nos Estados Unidos, conhecida como Shriners International, entrou em contato com ele e trouxe a possibilidade da realização de uma cirurgia para amenizar seu quadro clínico. Os pesquisadores pediram que Claudio enviasse um raio-X eletrônico para análise. “Eu já enviei, mas para saber se realmente tenho interesse em fazer a cirurgia, preciso ouvi-los antes. Quando conversei com a equipe, deixei claro que não assumi compromisso, e eles também. Não vou fazer alguma coisa assim aleatória, não me interessa de cara”, explica. Segundo ele, essa é a primeira vez que a Shriners International abre espaço para um caso como o de Claudio, já que a equipe é especializada em atender apenas crianças.

380x253xClaudio-Vieira-de-Oliveira,P20,281,29.jpg.pagespeed.ic.Uxgkkdx4eoAtualmente Claudio Vieira dá palestras motivacionais / Foto: Arquivo Pessoal

Há 14 anos, Claudio recebeu proposta similar de uma equipe de especialistas do Canadá, mas rejeitou por “medo e imaturidade”. “Eles falaram comigo logo direto, dizendo que o caso tinha jeito. Alguém que só me conhece por fotos pode dizer que dá jeito? Eu fiquei com medo, recuei por falta de maturidade e conhecimento”, relata. Atualmente, Claudio Vieira, formado em contabilidade, dá palestras motivacionais. Reveza entre morar na casa da mãe, Maria José, no centro de Monte Santo, e na casa que conseguiu com o apoio do governo, um loteamento do programa federal “Minha Casa Minha Vida”. Veja abaixo reportagem feita pela Discovery Chanel sobre o caso de Claudio:

(BahiaNoticias)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here